Cancún

Quando se pensa em praia, Cancún é um dos principais destinos turísticos no mundo. Basta uma caminhada pela areia fininha e branca da praia em harmonia com o mar azul turquesa para você se apaixonar pelo lugar. Cancún é um destino completo localizado no estado de Quintana Roo, no México. A cidade cresceu e se desenvolveu para agradar o gosto dos norte americanos. Eles invadem o lugar durante todo o ano mas principalmente no spring-break.

Dicas de viagem – Tulum

Dicas de viagem – Playa del Carmen

Leia mais sobre outros destinos de viagem

A zona hoteleira mantém uma distância perfeita do centro da cidade para que o visitante possa aproveitar todo o sossego, apreciar uma belo visual e dar um mergulho. Há diversas redes hoteleiras espalhadas pela região. Porém Cancún oferece muito mais do que praia e sol. Há uma grande oferta de bares, restaurante e muitas lojas na principal avenida, a Boulevard Kukulcán. Para quem gosta de fazer compras, há diversas opções de roupas, perfumes e artesanatos, tudo com preços bem atrativos. O ponto alto fica por conta do agito das baladas durante a noite, principalmente a famosa Coco Bongo com diversos shows eletrizantes.

Como chegar a Cancún

Apesar do Aeroporto Internacional de Cancún ser um dos mais movimentados da América Latina, não há voos direto do Brasil para lá. Há diversas companhias que operam o trajeto com conexão em alguma ponto da América. LATAM via Bogotá ou Cidade do México, Copa via Panamá, Avianca via Bogotá e Aeroméxico via Cidade do México.

Saindo do aeroporto em direção ao centro da cidade, você pode usar um transfer, ônibus, táxi ou condução com vários passageiros que te levará até o Terminal ADO. O terminal de desembarque é muito confuso. Há diversas opções de táxis e conduções tentando convencer o turista a usar o seu transporte. O problema é que alguns deles vende o pacote combinado com outros turistas, a chamada lotação. Se quiser pegar um táxi, a melhor maneira é contratar logo na saída do desembarque e não do lado de fora do aeroporto. Os preços são tabelados. Para o viajante que não tem muita experiência, vale contratar um transfer.

Outra maneira de chegar até Cancún é através dos cruzeiros marítimos que passam pelo Caribe. Muitos fazem parada em Cancún e Cozumel para que o turista possa aproveitar belas praias e um pouco de compras.

Quando ir

Cancún é um destino que faz sol e tem temperaturas agradáveis durante o ano inteiro. No verão a média é de 29ºC e no inverno gira em torno de 24ºC. Lembrando que as estações são invertidas em comparação ao Brasil. Porém não é sempre que você se dará bem. O período de dezembro a fevereiro é considerado alta temporada mas entre março e abril também há bastante turistas devido ao spring break. Este recesso acontece em alguns países e leva uma grande quantidade de jovens americanos a Cancún.

Outro ponto a ser levado em consideração é a temporada de furacões que ocorre do início de junho ao final de novembro. Sendo setembro e outubro os meses de mais atenção e os meses que mais chovem. Isso não quer dizer que haverá um furacão, apenas que devemos ficar atento.

Como circular

Cancún é uma cidade relativamente pequena. Escolher um hotel com boa localização e próxima das principais atrações permite que o turista faça tudo caminhando. Caso precise ir a lugares mais distantes, o transporte de ônibus em Cancún funciona muito bem. Na hora de fazer passeios, o aluguel de carro pode ser uma boa opção.

O ônibus são uma boa opção para circular pela zona hoteleira e o centro da cidade. É um meio barato, eficiente, funcionam 24h e todo mundo que está na zona hoteleira costuma utiliza-los. Eles passam com frequência e as melhores empresas costumam oferecer Wi-Fi e ar condicionado. Prefira as empresas com ônibus azuis ou vermelhos que são mais confortáveis. Também é possível ir de ônibus de Cancún até Playa del Carmem mas é preciso ir até o Terminal ADO e de lá comprar sua passagem.

Táxis são uma opção cara e deve ser utilizado apenas quando necessário. Os valores são passados em pesos mexicanos mas o motorista aceita dólar devolvendo o troco em peso. Prefira pagar sempre em pesos mexicanos para não perder no câmbio. Para quem está na zona hoteleira o aluguel de carro é dispensável, a não ser que o viajante esteja com família ou queira explorar os arredores da cidade. As estradas em Quintana Roo são muito boas e em alguns lugares pode haver pedágio.

O que fazer

O dia a dia do turista que vai a Cancún se resumida em praia, passeios, sol, piscina e durante a noite um belo jantar com direito a bater perna pelo shopping. A fama desse destino é de ser um parque a céu aberto devido a quantidade de atrativos e a proximidade com outros lugares. Na zona hoteleira há uma grande quantidade de resorts com sistema all-inclusive ou não. A infra estrutura oferecida por eles é impecável e o turista pode passar até dias sem nem precisar sair do hotel. Além disso há diversos passeios oferecidos como Isla Mujeres, Chichén Itzá, Tulum ou conhecer um parque aquático, como Xplor e Xcaret.

Aproveite a noite para desfrutar dos agitos do Forum by the Sea. Essa região estão instalados os lugares mais animados e famosos como Señor Frog’s, Hard Rock Cafe que é o bar mais animado da cidade, a boate Dady’O e o Coco Bongo que é a boate mais famosa do mundo. Cancún tem várias opções de diversão, desde casais em lua de mel, até jovens e família.

Dicas

  • Vacinas não são obrigatórias.
  • Brasileiros não precisam de visto para visitar o México, apenas passaporte válido. É importante ter em mãos comprovantes de reserva de passagem, reserva de hospedagem e comprovação de renda.
  • A língua oficial é o espanhol mas os mexicanos falam de maneira bem desenrolada. Com um pouco de paciência você vai entender tudo.
  • A CNH brasileira é aceita no país. Leve a sua carteira de motorista caso queria alugar um carro.
  • Se estiver indo a Cancún com conexão nos Estados Unidos, você vai precisar de visto americano. Brasileiros são isentos de visto mexicano mas não há isenção de visto americano.
  • A moeda oficial é o Peso Mexicano porém nas áreas turísticas o dólar é utilizado.
  • Todo lugar aceita dólar mas o troco costuma ser em peso. Essa troca não costuma ser favorável ao turista.
  • Há diversos caixas eletrônicos espalhados pela cidade. Em alguns é possível sacar dólar e outros pesos mexicanos. Há uma indicação em cada terminal indicando a moeda utilizada.
  • Combine o preço do táxi antes aceitar o trajeto.
  • Cuidado com a pimenta na comida. Os mexicanos estão tão acostumados com pimenta e normalmente nem percebem sua presença.
  • A tensão elétrica no México é de 127V, sendo as tomadas de três entradas.

Crédito das fotos: divulgação

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here