A Holanda é um país com cenários distintos mas que atrai gente do mundo todo atrás das suas paisagens exóticas. A capital Amsterdã é certamente um lugar de gente progressista, tolerante e com um passado de grandes conquistas na navegação. Inclusive no nordeste do Brasil. Além disso o destino é um dos mais movimentados da Europa no quesito turismo. Um lugar que encanta do início ao fim reunindo moinhos, bicicletas, pontes, arquitetura e canais. Sem falar nas belas paisagens.

Passeio de bicicleta por Amsterdam
Dicas de viagem para a Inglaterra
Os lugares mais baratos para viajar o mundo

Por outro lado caso você não saiba, a Holanda é uma monarquia. O verdadeiro nome do país é Reino dos Países Baixos. Os Países Baixos são constituídos de 12 províncias. A Holanda é formada por duas províncias: a Holanda do Norte e Holanda do Sul. Essas duas províncias juntas formam a região da Holanda. O nome Países Baixos veio uma vez que mais de um quarto do país está abaixo do nível do mar. Entretanto alguns países do mundo continuam chamando o Reino dos Países Baixos de Holanda.

Como chegar a Holanda

Por certo há voos direto do Brasil para a Holanda saindo de São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Campinas. A companhia KLM oferece os melhores preços sendo normalmente os voos mais rápidos. Além disso o aeroporto de Schiphol fica a 20 minutos da capital. Por fim a partir de Amsterdã há empresas de trem para diversas partes da Europa. Contudo os destinos mais concorridos são Paris, Londres, Bruxelas e Berlim.

Como circular

Em primeiro lugar a Holanda possui uma excelente rede de ferrovias e estradas que conectam o país inteiro. O transporte mais conveniente e barato são os trens da NS. São super bem localizados e com uma malha ferroviária que atende os principais destinos turísticos. Além disso os ônibus ligam você a lugares, vilas e subúrbios mais distantes. Outra alternativa são as bicicletas já que a Holanda é um país super bike friendly. Portanto há muita segurança, respeito e ciclovias que te levam a lugares que o transporte público não vai.

Quando ir

Antes de mais nada a Holanda é um país que chove com bastante frequência. Portanto esteja preparado para pegar chuva. Apesar disso é um lugar para se visitar em qualquer época do ano. O inverno é nos meses de dezembro a fevereiro. Se você não curte muito frio então o ideal seria a primavera, de março a maio. Quando as flores começam a florescer e os campos de tulipas do parque de Keukenhof se tornam a tração principal. O parque só abre durante algumas semanas mas o pico da floração é o mês de abril. Por outro lado no verão as temperaturas estão mais altas e os dias mais longos. Isso gera uma agitação nas ruas da capital e as temperaturas chegam a 27C.

O que fazer na Holanda

Amsterdã

Sem dúvida uma cidade apaixonante. Amsterdã é um destino que te seduz pela arte, pela engenharia, pela história e pelo liberalismo. Um destino com uma vida noturna pulsante, cheia de museus, parques, praças e ciclovias. Embora tenha fama de ser a cidade das bicicletas, caminhar pelo centro e pelas ruas de Amsterdã é um convite irresistível. Além disso não deixe de conhecer Albert Cuyp Markt. A maior e mais tradicional feira a céu aberto da cidade. Onde são vendidos desde flores até cosméticos e lembrancinhas. Como se não bastasse a Casa de Anne Frank mostra como uma garota e sua família viveram escondidas do regime nazista por dois anos. As tradicionais cervejarias holandesas, a fábrica da Heineken, fazer um tour de barco. Por fim a praça dos museus localizada estrategicamente entre os museus de Van Gogh e Rijks e onde está o monumento “IAmsterdam”.

Por outro lado a maioria dos viajantes quando fazem planos para conhecer a Holanda pensa apenas em Amsterdam. Na verdade, não podemos culpa-los. Embora a cidade seja realmente apaixonante, há outros lugares tão incríveis e encantadores quanto a capital. Um desses lugares é certamente o parque Keukenhof. Além disso o incrível parque de flores abre anualmente de março a maio. O jardim está localizado na cidade de Lisse, a 20 quilômetros do aeroporto de Schiphol.

Utrecht

Primeiramente está localizada a 30 minutos de trem de Amsterdã. A cidade de Utrecht foi fundada no ano de 47 pelos romanos. Parece ter saído de um filme antigo com suas ruas de paralelepípedo e arquitetura rica. Além disso seus canais estão abaixo do nível da rua e são cercados por bares e restaurantes. Utrecht é uma cidade com sete grandes universidades. Por isso temos a sensação de um lugar sempre muito animado. Além das belezas da cidade e das pessoas, você não pode deixar de conhecer a Dom Tower que é símbolo da cidade com vista para todos os lugares. O Museu Miffy uma coelhinha criada em 1955 pelo cartunista Dick Bruna e que fez sucesso até no Japão. Por fim aproveite para conhecer Vechtstreek que é uma reserva natural cheia de castelos e propriedades rurais.

Haia

Embora a capital da Holanda seja Amsterdã, é em Haia que fica localizado todos as embaixadas, ministérios, parlamentos. Inclusive é onde mora o rei Guilherme Alexandre. A cidade fica a 50 minutos de trem da capital. É um excelente passeio para quem quer fugir da muvuca. Além disso o Paleis Noordeinde é um dos palácios reais com um jardim super bonito e perfeito para piquenique. Conheça também o Binnenhof que é o centro político do país e sede do parlamento holandês. Madurodam parque de miniaturas e várias representações de cidades holandesas. Por fim parada obrigatório em Het Mauritshuis que é a casa do nobre Maurício Nassau, ex-governador do Brasil Holandês.

Delft

Antes de mais nada Delf é uma cidadezinha toda simpática e cheia de belezas naturais. A cidade fica a uma hora de trem de Amsterdã atraindo turistas de todos os cantos atrás de seus canais, prédios históricos, tranquilidade. Principalmente por suas porcelanas azul e branca. Além disso no auge da produção das porcelanas existiam 33 fábricas. Contudo restou apenas a Royal Delft onde é possível visitar e conhecer o processo de produção. Como se não bastasse o famoso pintor Johannes Vermeer nasceu e passou a vida inteira na cidade. É possível conferir suas obras no museu Prinsenhof. Por fim não deixe de conhecer a praça Markt que possui um dos grandes monumentos arquitetônicos da cidade. A igreja Oude Kerk que possui uma impressionante inclinação abrigando mausoléus e túmulos de pessoas importantes.

Rotterdam

Antes de mais nada a cidade portuária de Rotterdam foi severamente destruída na Segunda Guerra Mundial. Com a invasão da Alemanha, a cidade precisou ser totalmente reconstruída. Por outro lado Rotterdam está a uma hora de trem de Amsterdã. Possui uma arquitetura moderna e criativa como as casas cúbicas espalhadas pela cidade. Todas elas com moradores. É possível até alugar uma delas no Airbnb. Além disso não deixe de visitar o museu Kunsthal Rotterdam que é tão inovador quanto as casas cúbicas. Museu Boijmans Van Beuningen com obras de Rembrandt, Paul Cézanne, Claude Monet, Vincent van Gogh, Salvador Dali e Edvard Munch. Por fim e para quem gosta de provar os sabores dos lugares que visita, conheça o Market Hall. Este possui uma infinidade de gostosuras para todos os bolsos, flores e até lembranças.

Giethoorn

Como se não bastasse Giethoorn está localizada a uma hora de trem de Amsterdã. Essa cidadezinha é conhecida como a Veneza da Holanda. Além disso não há espaço para carros, ônibus ou qualquer outro tipo de transporte que não seja bicicleta ou caminhada. Não existe ruas na cidade, apenas canais. O ambiente é rico em tranquilidade, silêncio, paz e conforto.

Dicas

  • A língua oficial é o holandês mas na maioria dos lugares fala-se inglês.
  • A moeda oficial é o Euro.
  • Não é necessário visto para entrar no país apenas passaporte válido.
  • O fuso horário é de 4h a frente de Brasília.
  • Se você quiser comprar queijos, chocolates e vinhos holandeses sem gastar muito, é só procurar pela rede de mercado Albert Heijn. Os preços custam metade do que nas lojas de souvenir mas só aceita dinheiro ou cartão holandês.
  • Por outro lado não precisamos nem dizer que a Holanda é o país da bicicleta né. Então não deixe de alugar uma bike e dar um passeio pelas cidades.
  • Além disso é possível comprar o ingresso para o parque Keukenhof pela internet. Pelo site é possível adquirir o combo ingresso + transporte (ida e volta). Para mais informações clique aqui

Crédito das fotos: divulgação

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Solve : *
26 + 29 =