Moro dois Irmãos - Fernando de Noronha
Morro Dois Irmãos

Em primeiro lugar o arquipélago de Fernando de Noronha possui ao todo 21 ilhas. A principal leva o mesmo nome sendo a única habitada. Além disso para visitar as outras ilhas somente com licença oficial do IBAMA. Uma curiosidade é que a principal ilhota possui aproximadamente 17 quilômetros e detêm a segunda menor BR do Brasil.

Dicas para quem visita – Fernando de Noronha
Dicas de viagem – Maragogi

Por outro lado o Brasil possui cerca de sete mil quilômetros de litoral. Ainda assim Fernando de Noronha é considerado o mais belo conjunto de praias do país. A viagem para esse paraíso não é nada econômica. Contudo você nem vai lembrar-se disso ao mergulhar com tartarugas marinhas, navegar ao lado de golfinhos e ver o pôr do sol nas praias do Cachorro e do Meio.


Como chegar em Fernando de Noronha

Primeiramente o arquipélago pertence ao estado de Pernambuco. Está localizado a 542 quilômetros de Recife e 376 quilômetros de Natal. Além disso as únicas companhias aéreas que fazem esse trajeto é Azul e Gol saindo exclusivamente de Natal e Recife. Como se não bastasse por dia são de 2 a 5 voos direto partindo de Recife e 2 partindo de Natal. Os horários são convenientes para conexão em outras cidades brasileiras. Se optar por avião, tente marcar seu assento do lado esquerdo na ida e lado direito na volta uma vez que as paisagens são incrível. Se for por mar, há vários cruzeiros turísticos que fazem parada em Fernando de Noronha.


Como circular

Em primeiro lugar Fernando de Noronha é uma ilha pequena. Portanto se você estiver disposto, dá para fazer várias caminhadas. Mesmo assim, alguns lugares podem ser bem distantes. Com isso a melhor maneira para circular na ilha é através de um dos meios de transportes oferecidos pelo arquipélago. Moto, buggy ou carro, o valor depende do modelo e da época do ano. Contudo lembre-se que a ilha possui apenas um posto de combustível.

Outra opção é usar o transporte público da ilha. Os ônibus passam a cada 30 minutos e custam em torno de R$5. Se você gosta de aventura, pode usar bicicleta para passear e se locomover pela ilha. Por fim a última opção para quem não está a fim de dirigir seriam os táxis que não usam taxímetro, mas sim tabelas fixas.


O que fazer

Primeiramente Fernando de Noronha é dividido em duas costas. A baía de dentro (voltada para o país) e a baía de fora (voltada para a África). As mais belas praias estão voltadas para o mar de dentro com águas cristalinas e onde o sol se põe. Além disso turistas e a população local costuma se reunir na praia da Conceição e do Boldró para ver o espetáculo do sol.

As praias

É impossível pensar em Fernando de Noronha e não vir à cabeça as imagens das belas praias com águas cristalinas e temperatura agradáveis. Aliás há uma grande variedade de animais em seu habitat natural. Sem falar que você ainda pode mergulhar e ver a diversidade da vida marinha. Além disso no mar de dentro as águas são mais tranquilas e está protegida dos ventos. É onde fica a Baía do Sancho, a Baía dos Porcos e a Cacimba do Padre. Por outro lado o mar de fora é mais agitado, tem mais pedras e menos praias. Onde fica a Praia do Leão e Sueste.

Todas as praias são lindíssimas mas visitar a Baía do Sancho é primordial. Ela é considerada a praia mais bonita do Brasil e onde tem o Morro Dois Irmãos. Além das praias mencionadas acima, não deixe de conhecer a Praia do Cachorro que é a mais próxima da Vila dos Remédios, Praia do Porto onde os locais mais frequentam, Baía dos Golfinhos e Boldró que possuem o pôr do sol mais lindo da ilha.

Moro dois Irmãos - Fernando de Noronha
Morro Dois Irmãos

Mergulho

Por outro lado a diversidade da vida marinha e as águas transparentes fazem dessa ilha um dos melhores lugares do mundo para a prática de mergulho. A visibilidade pode chegar até a 50 metros. Se você for credenciado, a ilha ainda oferece mergulho noturno. No mar de dentro é possível mergulhar e ver naufrágios incríveis, grutas e paredões rochosos. Não deixe de ver de perto essa diversidade da vida marinha.

Pôr do sol

Não deixe de contemplar o pôr do sol que acontece do lado do mar de dentro. As praias mais disputadas por turistas e locais são Conceição Cacimba do Padre e praia do Boldró.

Pôr do Sol - Baía do Boldró - Fernando de Noronha
Pôr do Sol – Baía do Boldró

Snorkeling na Praia do Atalaia

Como se não bastasse um dos melhores pontos de Noronha para mergulhar com snorkel, a praia do Atalaia reúne peixes coloridos, polvos, tartarugas e pequenos tubarões. O acesso é controlado pelo IBAMA. Para chegar até a praia é preciso agendar o mergulho na sede do ICMBio e adquirir o ingresso do Parque Marinho. O bilhete tem validade de dez dias e dá acesso a outras praias.

Golfinhos

Sem dúvida uma dos passeios mais divertidos da ilha é observar os golfinhos no mirante da Baía dos Golfinhos. Eles costumam aparecer por volta de 6h30 da manhã para descansar. É proibido mergulhar no local, mas os biólogos emprestam binóculo para observação. É preciso pagar o ingresso do parque Marinho que pode ser adquirido na Praça Flamboyant.

Passeio de Barco com os Golfinhos
Passeio de Barco com os Golfinhos

Vila dos Remédios

Primeiramente o centro de Fernando de Noronha cresceu em volta da igreja de Nossa Senhora dos Remédios. As construções históricas são o cenário mais urbano e charmoso da ilha. O centro ainda abriga a sede da administração do arquipélago (Palácio de São Miguel) e o memorial Noronhense (Espaço Cultural Américo Vespúcio). Essas construções foram feitas pelos portugueses em 1772 e tombada pelo Iphan.

Projeto Tamar

Certamente uma das experiências mais emocionantes da ilha. O projeto Tamar possui uma sede muito importante em Noronha para estudo e acompanhamento desse espécie marinha. A tartarugada acontece duas vezes por semana de janeiro a maio. Durante a visita ao projeto o visitante pode observar a abertura dos ninhos ou acompanhar de perto a desova dos animais na Praia do Leão. O Tamar oferece ainda palestras gratuitas ao visitantes.

Por outro lado a Praia do Leão é uma das mais belas praias do mar de fora. Possui uma extensa praia e água em tons verde e azul. A praia ganhou esse nome devido à formação rochosa dentro do mar que se assemelha vagamente a um leão marinho. Foi uma das escolhidas pelas tartarugas para desova. Há uma grande variedade de aves que possuem ninho do morro da Viuvinha (ao lado da praia).

Clique aqui para mais informações sobre a visita ao Projeto Tamar

Passeio de Barco

Por certo um dos melhores passeios de Noronha. Através do passeio de barco o visitante consegue passar pelos mais belos lugares da ilha. A excursão acontecem todos os dias de manhã. À tarde partindo da praia do porto de Santo Antônio. Duram cerca de três horas pelo mar de dentro. O ponto alto é o mergulho na Baía do Sancho. Sem falar nas pedras na Ponta da Sapata com desenho semelhante ao mapa do Brasil. Contudo a grande expectativa é para ver os golfinhos que costumam acompanhar os barcos durante o trajeto.

Trilhas

Sem dúvida Fernando de Noronha é um destino excelente para aventura. São ao todo 16 trilhas que levam os mais variados destinos e cenários. Aliás eles podem ser explorados a pé ou de bicicleta. A maioria das trilhas são bem sinalizadas e a distâncias variam entre 170 metros a 5 quilômetros.

Trilha para a Praia do Atalaia - Fernando Noronha
Trilha para a Praia do Atalaia

Dicas

  • Em primeiro lugar você precisa pagar a taxa de preservação ambiental (TPA). Essa taxa é destinada à manutenção urbana da ilha. O valor da taxa é a partir de R$73,52 por dia de permanência na ilha. Você pode pagar com débito, crédito, dinheiro. Caso decida estender sua estadia, é só se dirigir ao balcão de atendimento no aeroporto e renovar a taxa. Se precisar voltar antes da data prevista, também pode solicitar restituição no aeroporto. Essa taxa pode ser paga assim que você desembarca no aeroporto ou pela através deste link.
  • Além disso desde 2012 todo visitante precisa adquirir o Ingresso para o Parque Nacional. Teoricamente essa cobrança não é obrigatória mas o turista fica impedido de entrar em algumas partes do parque (Praia, Sancho, Leão, Sueste, Atalaia).
  • Outra dica importa sobre o impresso do parque é que ele não vendido no aeroporto. É preciso passar no Centro de Visitante ou no Posto de Informação e Controle (PIC). Mesmo que você faça o pagamento pela internet, vai precisar comparecer ao posto para retirar. Preço para brasileiros R$106, para estrangeiros R$212.

Mais dicas

  • Ir a Fernando de Noronha e não levar uma máquina fotográfica é praticamente um pecado. Você precisa registrar os momentos e as belezas dessa ilha.
  • Leve dinheiro. Há apenas uma agência do Banco do Brasil e outra do Bradesco na ilha. No aeroporto tem caixa 24h, mas na dúvida, leve dinheiro do continente.
  • Vá para Noronha sabendo que tudo custa muito caro. Como os produtos que normalmente precisamos chegam até a ilha de barco, isso faz encarecer o preço final.
  • Se você achar que por ser um destino caro vai encontrar toda a infraestrutura necessária, não se engane. Fernando de Noronha é como uma pequena vila, com ruas que nem sempre são asfaltadas. Quando chove há lama, as praias nem sempre são fáceis de chegar e caminhar faz parte do dia a dia.
  • Preparando a mala para Fernando de Noronha, não deixe de levar protetor solar, chapéu, boné, óculos, máscara, snorkel e repelente.
  • Leve também um kit de primeiros socorros e remédios, pois na ilha pode ser difícil de achar e os preços podem ser mais altos.
  • Não encha o tanque do buggy caso alugue um. Normalmente os marcadores estão quebrados para que você encha e acaba deixando o resto para o próximo que alugar.

Crédito das fotos: Divulgação

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Solve : *
6 + 19 =