Marselha

Localizada ao sul da França, Marselha está a 776 quilômetros da capital. É a segunda maior cidade porém a mais antiga. São mais de 2600 anos de idade mas atualmente tão cosmopolita quanto Paris. Ao mesmo tempo que se tornou uma cidade moderna, em algumas áreas o visitante é capaz de se sentir na África ou no Oriente Médio. Sem falar que muitos italianos migraram para Marselha no final do século 19. Essa mistura de raça se deve ao fato de Marselha ter nada menos que 14 portos em uma faixa litorânea de apenas 60 quilômetros. A cidade está bem próxima ao mediterrâneo.

Dicas de viagem – Toulouse

Dicas de viagem – Paris

Por muitos tempo Marselha foi abandonada. Tinha uma reputação de feia, violenta e era considerada a ovelha negra da costa da Provença. Tudo isso mudou quando descobrimos as belezas naturais da cidade, com o incentivo do governo que investiu mais de 10 milhões de euro, inauguração de vários museus e quando, em 2013, a cidade foi considerada Capital Europeia da Cultura. Desde então o lugar se modernizou e ficou ainda mais atraente.

Como chegar a Marselha

Não há voos direto do Brasil para Marselha. É preciso fazer conexão em algumas das maiores cidades europeias. O aeroporto internacional Marseille-Provence fica a 25 quilômetros do centro da cidade. A maneira mais fácil para ir do aeroporto ao centro é por meio do ônibus shuttle que leva o turista até a estação de trem Saint Charles. Da estação o viajante consegue chegar a qualquer lugar. A tarifa de ônibus custa cerca de 8,20. Outra opção seria de trem ou de ônibus. A França possui uma boa malha ferroviária e rodoviária. Se optar por trem, aproveite para pesquisar as melhores passagens e preços no site Pesquisador de Trens da Europa.

Quando ir

Marselha fica extremamente atraente no verão, entre os meses de junho a agosto. Os campos de lavanda da Provença ficam extremamente floridos, a cidade fica bem agitada e cheia de atrações culturais. Esse período é considerado alta temporada. A cidade fica abarrotada de turistas, os preços de hospedagem e serviços bem mais altos. Uma boa dica seria evitar o frio e as baixas temperaturas do inverno. A primavera (entre os meses de março a maio) e o outono ( entre os meses de setembro a novembro) se tornam o período ideal.

Como circular

A melhor maneira de se locomover por Marselha é a pé. A maioria das atrações estão localizadas no centro e o turistas consegue descobrir cada cantinho da cidade. Para pontos mais distantes, o sistema de transporte público que inclui metro, ônibus e bondes é muito bom. As passagens são transferíveis entre os três meios de transporte e podem ser compradas nas próprias estações.

O que fazer

Porto Velho de Marselha

O Porto Velho de Marselha (Old Port” ou Vieux Port) é um dos pontos turísticos mais importantes da cidade. O lugar possui 3500 barcos e um calçadão bem charmoso. O porto velho acabou se tornando um passeio turístico e um lugar perfeito para comprar frutos do mar. O visitante encontrará o Mercado do Peixe que é o mais tradicional de Marselha e onde são vendidos os melhores peixes do Mediterrâneo.

Basílica Notre Dame de la Garde

É um dos pontos turísticos mais importantes da cidade. A Basílica de Notre Dame pode ser vista de qualquer ponto da cidade isso porque sua cúpula é o ponto mais alto da cidade. Foi construída no século XIX e possui uma arquitetura marcada por mosaicos mármores coloridos e murais. Possui uma estátua da Virgem Maria de 9,7 metros em um pedestal. A população local a consideram guardiã de Marselha. Do alto da Basílica é possível ter uma visão 360º da cidade e do mar.

Castelo d’lf de Marselha

O Castelo serviu de inspiração para o filme “O Conde de Montecristo”. Construído entre os anos de 1527 e 1529 para proteger a cidade de um ataque marítimo. Depois se transformou em uma prisão de estado e atualmente é um ponto muito frequentado por turistas.O castelo fica no arquipélago de Frioul, onde há várias outras ilhotas. Para chegar até a ilha é preciso ir de barco. O passeio é feito toda semana e as passagens podem ser compradas na bilheteria no mesmo dia da visita. O trajeto dura cerca de 20 minutos.

Palácio LongChamp

Foi construído em 1862 e chama atenção por sua grandiosidade. Atualmente serve se abrigo para o Museu de Belas Artes e o Museu de História Natural. Dois ótimos passeios para se fazer. Sem falar que o Palácio ainda conta com um jardim riquíssimo em flora e um pequeno zoológico. O Museu de História Natural possui uma sala enorme de zoologia mundial com milhões de anos de história. Um biblioteca científica para adulto e outra para crianças.

Catedral de la Major

Também conhecida como Catedral de Sainte-Marie-Majeure. É enorme e com traços na arquitetura neobizantina. A igreja é impressionante e vale a pena a visita.

Abbaye Saint Victor

Foi fundada no século V em cima das ruínas da antiga necrópole. Por dentro ainda há vestígios das criptas e sarcófagos desse século. A cristianização do povo da região começou a partir da Abbaye Saint Victor. Não deixe de conhecer a abadia e sentir o ar das antiguidades.

Parque Borely

O Parque Borely foi construído entre 1860 e 1880. São 54 hectares que se dividem entre um amplo gramado, um jardim botânico próprio, um jardim japonês e outros cantinhos especiais. Para quem gosta desse tipo de passeio, aproveite para conhecer o Jardin de Magalone em Marselha.

Parque Nacional de Calanques

O parque é perfeito para quem gosta de natureza e oferece diversos tipos de passeios. Desde trilhas a piquenique em família. São 520 quilômetros de uma paisagem deslumbrante que se estende entre as cidades de Marselha até Cassis. O passeio parte diariamente dos portos de ambas as cidades e tem duração variada.

Plages du Padro

Para o turista que não abre mão de pegar uma praia, Plages du Prado é uma execelnte opção. A praia possui areia clara e mar azul. Uma paisagem tranquila e perfeita para repor energias. Fique atento apenas para o período de alta temporada, a praia costuma ficar bem cheia.

Caverna de Cosquer

É um dos pontos mais especiais e históricos de Marselha. Está localizado no cabo Morgiou e sua entrada fica submersa. A caverna possui diversas pinturas rupestres e marcas de mãos, além de outros sinais. É um lugar incrível para visitar.

Porte d’Aix

Muito parecido com o Arco do Triunfo em Paris porém menor. É um monumento que fica na entrada da cidade.

Museu de Civilizações da Europa e Mediterrâneo

Foi projetado por Rudy Ricciotti e inaugurado em 2013, ano em que a cidade foi escolhido Capital Europeia. Localizado na entrada do Porto Velho é considerado um grande projeto para o mar Mediterrâneo. No primeiro andar ficam as exposições temporárias enquanto no térreo há um espaço destinado a diversidade das civilizações mediterrâneas.

Uma vez que você for ao Museu da Civilização, não deixe de visitar o Fort Saint Jean e Saint Nicolas. Dois fortes de cada lado do Porto Velho. O Fort Saint Nicolas é onde fica o museu. Ambos marcaram a história de Marselha e possuem uma bela vista da cidade.

Dicas

  • Durante o passeio ao Parque Nacional de Calanques não é permitido mergulhar e nem desembarcar ao longo do trajeto.
  • No site Ingressos para a França é possível comprar ingressos antes pela internet. você encontra dicas e todas as informações do passeio.
  • O ônibus shuttle que leva o turista do aeroporto ao centro de Marselha não funciona 24h. Na madrugada, o ideal é pegar um táxi.
  • Uma dica bem bacana para quem quiser contratar um transfer do aeroporto até o hotel é utilizar o site Pesquisador de Transfer. O transfer é uma maneira mais barata e segura que táxi.
  • O fuso horário de Marselha é de 4+ com relação a Brasília.
  • A tensão elétrica é de 230 volts e as tomadas europeias são padrão de dois pinos.

Crédito dos fotos: divulgação

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here