San Francisco
Clássica casas vitorianas

Em primeiro lugar é preciso dizer os nossos viajantes que todos deveriam viver ao mesmo um dia San Francisco e ir embora antes que seu coração amoleça. Embora as regiões Nordeste e Centro-Oeste dos Estados Unidos serem marcadas por comportamentos mais puritanos, com valores mais reservados e comportamentos locais, no norte da Califórnia quase tudo é permitido. Além disso é uma cidade colorida, alegre e sorridente onde há um enorme respeito pelas diferenças.

Dicas de viagem – Los Angeles
Dicas de viagem – Miami
Dicas de viagem – Disney

Como se não bastasse San Francisco garante muitas gargalhadas, boa comida, vinhos maravilhosos e passeios inesquecíveis. Com 50% da população formada por estrangeiros, esse destino mostra um enorme respeito as diferenças. Além disso a cidade conquista seus turistas com belas paisagens. Clássicas casas vitorianas, modernos prédios, uma boa vida a beira da baía e atrações para todos os gostos e bolsos.

Como chegar a San Francisco

Visto que chegar até San Francisco saindo do Brasil não é tarefa fácil, o trajeto pode levar até 16h e o viajante terá que fazer conexão em alguma cidade das principais rotas. Não há voos direto do Brasil para San Francisco. Entretanto a cidade é facilmente acessada pelas principais companhias aéreas American Airlines, Continental, Delta, LATAM. Além disso o aeroporto internacional de San Francisco fica na região de Bay Area com acesso rápido até a cidade. São 22 quilômetros até o centro. Há diversas alternativas de transporte porém o mais fácil é através do BART (Bay Area Rapid Transit). Esse é uma espécie de metro onde a viagem dura 30 minutos e custa cerca de US$ 8. Além disso você ainda pode optar por táxi, trem ou vans compartilhadas.

Quando ir

Em primeiro lugar é preciso dizer que San Francisco é uma cidade de clima muito agradável mas ao mesmo tempo maluco. No mesmo dia é possível morrer de calor e sentir frio com a chegada da neblina. É a cidade com o clima mais louco dos Estados Unidos. Além disso é preciso entender que independente da época do ano que você viajar, San Francisco sempre trará um friozinho no final da tarde.

Como se não bastasse os meses de dezembro, janeiro e fevereiro são os meses mais frios do ano. Durante o inverno a temperatura pode varias entre 7°C e 13°C mas os ventos são os mais desagradáveis. Por outro lado é o período de baixa temporada, a cidade fica mais vazia e o preços dos serviços bem mais baixos. Durante a primavera, entre os meses de março a junho, a cidade ganha cores incríveis. A temperatura começa a subir e caminhar pela cidade se torna um excelente passeio. Além disso os preços dos hotéis ainda estão bons.

Por outro lado no verão, entre os meses de julho a setembro, San Francisco fica cheio de turista. Essa é a alta temporada na cidade. As temperaturas ficam em torno de 11°C e 21°C, quase não chove. Há vários eventos e festivais porém os preços dos serviços ficam bem mais caros.

A melhor época do ano para visitar a cidade é no outono. Sobretudo porque o clima é agradável, temperatura varia entre 10°C a 21°C e tem menos vento. Além disso a paisagem da cidade e dos parques está deslumbrante e perfeita para o turista que gosta de bater perna.

Como circular

Circular por San Francisco é uma tarefa muito fácil para quem vai usar e abusar do transporte público. Além disso a cidade foi toda desenhada pensando nos principais pontos turísticos e nos bairros com boas opções de restaurante e bares. Por outro lado para o viajante que aluguel carro, a cidade não é muito receptiva. Isso porque há regras complicadas de trânsito, sobe e desce de ladeiras e trânsito dos bondinhos.

Por outro lado o sistema de transporte público cobre toda a cidade. O MUNI (companhia responsável pelo transporte da cidade) oferece uma série de cartões descontos porém o mais interessante é o City Pass. Além disso o City Pass oferece sete dias de uso irrestrito incluindo ainda entrada no Aquarium Bay, San Francisco MoMA, Gold e Blue Fleet Cruises, California Academy of Sciences e Exploratorium ou Museu de Young.

Onde ficar

Como se não bastasse San Francisco possui uma série de bairros para hospedagem. Os bairros mais procurados são a Union Square e o Fishermans Warf porém cada uma com característica bem diferente da outra.

Para o viajante que estiver viajando a trabalho, os bairros Downtown, junto ao Distrito Financeiro e Chinatown, são os mais procurado. Isso porque a uma facilidade de transporte e quantidade oferta de restaurantes, bancos e serviços. Por outro lado para os viajantes que estiverem indo a passeio prefira os bairros de Fisherman’s Wharf e até mesmo em hotéis butique em Haight-Ashbury, Castro e Nob Hill.

O que fazer

Clique aqui para ver dicas do que fazer em San Francisco

Dicas

  • A língua oficial é o inglês. Todavia você encontrará placas de identificação em até três línguas, inglês, espanhol e chinês.
  • A moeda oficial é o dólar. Contudo cartões de crédito, débito e travel cards são bem aceitos.
  • Por outro lado o fuso horário de San Francisco é de -5h com relação a Brasília.
  • O turista que viaja aos Estados Unidos precisa de visto e passaporte válido (seis meses antes da data expirar). Além disso tenha todos os documentos em mãos para comprovar seu tempo de permanência e passagem de volta.
  • A voltagem em San Francisco é 110V sendo as tomadas de dois pinos chatos.
  • O trajeto até San Francisco exige pelo menos uma escala. Nesse caso viajante precisa ficar atento ao tempo de voo. Isso porque se ocorrer troca de aeronave nos Estados Unidos, o passageiro deverá passar pela imigração, retirar as malas e despacha-las novamente. Esse processo pode demorar até duas horas sendo que as companhias aéreas não costumam realocar passageiros em caso de atraso.
  • Na hora de escolher e reservar um hotel, não deixe para a última hora. Além disso hospedagem em San Francisco não é barato e o viajante corre o risco de pagar mais caro e não encontrar vagas.
  • A carteira de motorista do Brasil é aceita nos Estados Unidos.
  • A cidade está localizada em uma zona de constates terremoto. Portanto não custa dar uma olhada no plano de evacuação do hotel.

Crédito das fotos: divulgação

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here