Egito

Em primeiro lugar o Egito está localizado no continente africano com divisa com Líbia, Sudão e Israel. O país impressiona por sua história, seus mistérios, superstições, arqueologia mas principalmente pelo poderoso Rio Nilo. A capital Cairo é a porta de entrada no país que conta com um dos museus mais importantes do mundo, Museu do Cairo. A cidade é desorganizada e caótica, barulhenta mas dinâmica. Além disso o povo egípcio é conhecido por ser acolhedor desde que você respeite os costumes e tradições locais.

Dicas de viagem para o Marrocos
Dicas de viagem para Ilhas Seychelles

Por outro lado quem acha que o Egito vive apenas de múmias, areia e deserto está muito enganado. Um dos grandes destaques no país é o Mar Vermelho. Além disso é um dos melhores lugares do mundo para a prática de mergulho devido a suas águas azuis claras e alta biodiversidade. Contudo vem se deteriorando muito devido a exploração do turismo.

Como se não bastasse a culinária do Egito é bastante conhecida por nós. Comidas como kafta, esfiha, falafel e saladas que são pratos bem nutritivos e baratos. Contudo viajar para o Egito pode ser um grande desafio. Isso porque a infraestrutura e os serviços são pobres e confusos. Os preços dos passeios e produtos são sempre uma surpresa. Sem falar que há sempre um vendedor tentando de empurrar produtos até gente pedindo gorjeta.

Embora seja um país razoavelmente seguro, existe com uma certa tensão política religiosa entre as regiões. Uma boa maneira de quebrar estereótipos, descobrir as belezas e entender um pouco mais do islamismo é visitando as mesquitas. Por fim é preciso paciência para descobrir as belezas e encantos do Egito mas vale a pena.

Como chegar no Egito

Primeiramente não há voos direto do Brasil para o Egito. Você vai precisar fazer uma conexão em algum ponto da Europa (Londres, Amsterdã, Roma, Budapeste, Frankfurt e Madri) ou Emirados Árabes Unidos. As companhias Royal Air Maroc, Ethiopian Airlines, Bristih Airways, Emirates e Turkish Airlines operam esse trajeto. Embora haja voos para Alexandria e Sharm el-Sheik, a porta de entrada principal no país é o Aeroporto Internacional do Cairo. Portanto a melhor maneira para chegar ao seu destino é negociando o traslado diretamente com o hotel. Ou ainda através de táxi. Lembre-se apenas que nem todos os táxis possuem taxímetro e você vai precisar negociar logo de cara.

Como circular

Antes de mais nada em um país com o trânsito tão caótico nem pensa em alugar carro. A melhor opção são os serviços ferroviários que são razoavelmente pontuais para o país. Vale a pena pagar por um pouco mais pelo conforto. Além disso os serviços de ônibus são pouco confiáveis e eles podem oferecer diferentes tipos de carro para o mesmo trajeto. Por fim se você quiser economizar saiba que as opções de transportes informais é uma alternativa barata. Contudo não são confiáveis.

Quando ir

Em primeiro lugar há duas temporadas bem distintas no país. O inverno mais ameno e um verão bem ensolarado. Além disso os meses de novembro a março é o período de inverno. Quando os dias são quentes e as noites mais frias. Por outro lado de abril a maio, final de setembro até outubro as temperaturas são mais agradáveis. Essa é a melhor época para visitar o país. De junho a setembro o clima é muito seco e quente.

O que fazer

Cairo e a Citadela de Cairo

Desde já a capital do Egito, Cairo, é uma das cidades mais antigas do mundo e a maior do continente africano. Além disso é uma cidade caótica, cheias de carros e sem sinal de trânsito. Com mais de 25 milhões de habitantes, cheia de história, bairro antigos e as pirâmides de Giza. Por outro lado a Citadela de Cairo possui diversos museus e mesquitas além de ter uma visão panorâmica da cidade. São ao todo quatro museus: Museu da Polícia, o Museu do Palácio de Al-Gawhara e o Museu dos Transportes. Por fim no Cairo também é possível ver a estátua de calcário de 10 metros do mais poderoso faraó de todos os tempos. A estátua de Ramsés II em Memphis.

Abu Simbel

Por outro lado perto da fronteira com o Sudão, a mais de 200 quilômetros da cidade Aswan fica o gigantesco templo de Abu Simbel. O templo foi construído pelo Faraó Ramsés. Segundo mais poderoso faraó de todos os tempos. Além disso esse templo foi abandonado, esquecido e consequentemente enterrado pelas areias do deserto. Redescoberto em 1813 e 1964 movido de lugar para evitar as inundações do Rio Nilo. Como se não bastasse o Templo de Abu Simbel é um dos grandes destaques do país. Hoje em dia a rota turística é feita somente de trem para evitar os ataques terroristas a ônibus.

Templo Abu Simbel - Egito
Templo Abu Simbel

Templo Philae Isis

Primeiramente a ilha de Agilkia fica no Lago Nassear, na cidade de Aswan. O Obelisco Philae que hoje está na Inglaterra pertencia ao Templo Philae Isis. Além disso o templo foi desmontado e transportado para essa ilha devido as danificações causadas pelo Rio Nilo. Contudo ainda permanece em excelente condição. Esse é o templo mais feminino do país uma vez que foi construído em homenagem a deusa Ísis.

Templo Philae Isis - Egito
Templo Philae Isis

Pirâmide de Djoser e Pirâmide de Dahshur

Ao sul da cidade de Cairo, é possível visitar as duas pirâmides em um passeio de um dia. O complexo de Saqqara e suas pirâmides foram as primeiras a serem construídas no Egito. Por isso seu estado de conservação está bem precário. O governo começou uma reforma mas infelizmente devido à crise do setor turístico, não há previsão para término da reforma.

Mar Vermelho

Desde já as melhores cidades para você conhecer o mar vermelho são Sharm el Sheikh, Dahab e Hurghada. Como as manifestações e greves normalmente ocorrem na capital Cairo e em Alexandria, as cidades do litoral são as que mais recebem turistas. Além disso o Mar Vermelho é um dos melhores lugares do mundo para a prática de mergulho. O Buraco Azul é um dos pontos mais perigosos do mundo.

Mar Vermelho - Egito
Mar Vermelho

Alexandria

Antes de mais nada Alexandria fica a poucas horas de trem do Cairo. É uma cidade bem mais organizada e limpa comparada a outras cidades do Egito. Além disso não deixe de ver as Catacumbas do Kom El Shoqafa e os Jardins do Palácio de Montazah, ruínas do farol de Alexandria, Biblioteca de Alexandria e o forte de Qaitbey. É possível também mergulhar com cilindro e admirar as esfinges debaixo d’água.

Alexandria - Egito
Alexandria

Templo de Hatshepsut

Primeiramente o Templo Hatshepsut está localizado no Vale dos Reis. O templo foi construído em homenagem a segunda mulher mais importante do Egito, depois de Cleópatra. Além disso como naquele tempo mulher não comandava reino, foi uma maneira de homenageá-la.

Templo de Hatshepsut - Egito
Templo de Hatshepsut

Aswan e Luxor

Em primeiro lugar os templos egípcios são os principais atrativos de turismo atraindo gente de todo mundo. Na cidade de Aswan, no extremo sul do país, você tem acesso aos principais templos do Egito antigo. Além disso o destino é parada obrigatório dos cruzeiros que navegam pelo Rio Nilo. Por fim é cidade base para muitos passeios e templos.

Por outro lado Luxor é uma das cidades mais importantes da história do Egito. Além disso é muito procurada por seus templos e impressionante Vale dos Deuses. Com um conjunto de 62 túmulos de reis. O Templo de Karnak levou quase dois mil anos para ser construído. Mais de 80 mil pessoas ajudaram na construção.

Rio Nilo

Como se não bastasse não deixe de fazer um passeio ou até mesmo um cruzeiro pelo Rio Nilo. É um passeio muito batido e bem turístico mas a experiência de navegar pelo Rio Nilo. Além disso saindo da cidade de Aswan, esse passeio está relacionado com a economia, religião, geografia e história do país.

Rio Nilo - Egito
Rio Nilo

Deserto Branco

Por fim este não é um passeio muito tradicional. Além disso nem sempre oferecido aos turistas já que é um passeio para aventureiros. Com um jipe 4×4 saindo da cidade de Luxor sentido ao deserto do Saara. Apesar da imensidão da paisagem branca do deserto, chegando a cidade de Farafra o cenário muda e da local as formações geológicas brancas. Muitas delas esculpidas pelo vento. Um cenário fantástico.

Deserto Branco - Egito
Deserto Branco

Dicas e curiosidades

  • A moeda local é a libra egípcia.
  • A língua oficial é o árabe mas fala-se inglês na maioria dos estabelecimentos comerciais e turísticos. O francês é muito comum também.
  • Além disso é necessário passaporte válido e visto para entrar no país. Veja aqui como solicitar o visto 
  • O fuso horário do país é de 5h a frente do Brasil.
  • Como se não bastasse é necessário vacina contra febre amarela e Certificado Internacional de Vacina.
  • Por fim não deixe de levar na mala óculos escuro, protetor solar, chapéu e sempre carregar uma garrafa de água.

Crédito das fotos: divulgação

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Solve : *
44 ⁄ 22 =