Vietnã

Depois de muitos anos de guerra, o Vietnã, que é uma ex-colônia francesa, só veio ganhar sua independência em 1954 e a partir daí muitos filmes foram gravados nesse pequeno país do sudeste asiático. Com pouco tempo de abertura para o turismo, o Vietnã guarda segredos profundos que o viajante precisa desbravar. Com isso muitos turistas tem uma imagem bem distorcida do país e não fazem ideia das belezas que o Vietnã esconde.

Caminhando pelas ruas do país, é possível ver veteranos de guerra passeando calmamente, mulheres vendendo frutas em cestos de bambu e chapéu de cone na cabeça. Há tantos atrativos a ser visitados no Vietnã que a experiência ficará guardado para sempre na sua memória.

Como chegar ao Vietnã

Não há voos direto do Brasil para o Vietnã. É preciso enfrentar longas horas de voo e ao menos uma conexão. As empresas AirFrance e QatarAirways são algumas opções de voo.

Quando ir

O Vietnã assim como todos os outros países do sudeste asiático sofre com as monções de verão que vão de abril a outubro. Isso torna o clima mais quente, úmido e chove o dia inteiro. A melhor época para conhecer o país seria de novembro a março quando clima é mais seco e ameno.

O que fazer

Hanói

É a capital do Vietnã, porém muito pouco conhecida. Porta de entrada para o famoso passeio de Halong Bay que é considerado uma das maravilhas da natureza por ser uma região de ilhas em labirinto. A cidade é muito mais do que ponto de partida para Halong Bay, é possível encontrar também belezas naturais, um trânsito caótico, história e muita arquitetura.

Halong Bay

É uma das maravilhas da natureza moderna e cartão postal do Vietnã. Um labirinto de mais de 2 mil ilhas de pedra calcária com água verde esmeralda e visitado através de minicruzeiro. Segundo a lenda havia um dragão que habitada esse lugar e as bolas de fogo que ele jogou transformaram-se nas ilhas que compõem aquele cenário.

Há várias empresas que fazem esse passeio saindo de Hanói, mas as mais recomendadas são Galaxy Cruises, Glory Cruises, Paradise Cruises e Indochina Junk.

Saigon ou Ho Chi Minh

É a capital comercial do Vietnã, herança da presença americana durante a Guerra. É também um excelente lugar para festejar, visitar o Museu da Ocupação Americana, os túneis de escavação e para fazer compras. Especialmente todo tipo de souvenires.

Não deixe de conhecer o Delta do Mekong, um dos maiores rios do mundo e que cobre toda a zona sul da cidade. O rio ainda oferece uma das experiências turísticas mais interessantes da cidade pois faz um tour pelos arrozais, canais e mercados.

Hoi An

É uma cidade que se manteve parada no tempo e conservou todo o centro histórico, casas de mercadores japoneses, templos chineses e casas de chá. Ao contrário das grandes capitais, esse é um lugar para descanso e aproveitar as praias.

Hue

Antiga capital imperial do Vietnã, é considerada Patrimônio Mundial da Unesco apesar de muitos dos seus edifícios terem sido destruídos durante a Guerra. Localizada a beira do rio Perfume, a cidade hoje é um mix entre o moderno e as antigas muralhas.

Hang Son Doong

É a maior caverna do mundo onde caberia todo Empire State Building e foi recentemente descoberta. Por causa disso apenas grupos guiados são permitidos e o custo para visitação ainda é muito alto, algo em torno de $3000 dólares.

Sapa

É uma zona montanhosa bem diferente do resto do país. Com tribos montanhosas e arrozais dispostos em andares ao longo das encostas das montanhas. Perfeito para caminhada e descobrir aldeias perdidas no meio de montanhas intocáveis.

Curiosidades

  • Assim como a China, o Vietnã é um país socialista com forte abertura de mercado.
  • Apesar e ser um país pequena, é um dos mais populosos do sudeste asiático com 87 milhões e pessoas.
  • O Vietnã é o segundo maior produtor de café do mundo e o quinto maior produtor de arroz.
  • A maior caverna do mundo fica no Vietnã e é conhecida como Hang Son Doong. Ela é tão grande que seu fundo ainda não foi descoberto.
  • A carne de cachorro é bastante consumida no país e os animais são abatidos com dois anos de idade.
  • O chapéu em formato de cone é conhecido como nón lá, ou chapéu de folhas. As mulheres do Vietnã, assim como todas da Ásia, evitam exposição ao sol por acharem que a pele mais saudável e atraente é a pele branca.
  • Cerca de 85% da população é budista mas há outras religiões como o catolicismo, protestantismo e Cao Dai de origem Vietnamita.

Dicas

  • É preciso visto para entrar no país, mas você pode conseguir na Embaixada em Brasília através dos correios ou na entrada do país, mas vale apenas nos aeroportos.
  • O fuso horário é 10h a mais que Brasília.
  • A língua oficial é o vietnamita, mas inglês e francês são compreendidos por lá.
  • A moeda oficial é o Dong.
  • Ao contrário da vizinha Tailândia, a comida no Vietnã é pouco apimentada e bem saudável.

Crédito das fotos: Divulgação

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here